domingo, 29 de maio de 2011

Sou assim


"Inocente não sou, não mesmo. Não sou comum, e odeio a normalidade. Ora estou aqui, mas preferia estar lá. Faço coisas que não agradam as pessoas, mas em certos momentos, sou admirável, memorável. Acredito na liberdade sexual. E já fui muito mais longe do que muita gente pensa em ir. Apesar de tudo sou compreensível, gentil e amoroso. Sei lidar com os sentimentos alheios, porém muitas vezes nem ligo pra eles. Algumas pessoas são apenas "pessoas" para mim. Porém, não sou um monstro, e em algum lugar ainda bate um coração neste peito cravado de memórias." Achei por ai... me define muito bem, não acha?